Cirurgia da coluna vertebral

O que é a cirurgia da coluna vertebral?

A cirurgia da coluna vertebral é um procedimento que evoluiu ao longo dos anos. Atualmente, suas técnicas prezam pela baixa agressão ao corpo do paciente, com formas minimamente invasivas.

cirurgia da coluna vertebralO uso de instrumentos menores e câmeras para guiar o médico especialista em coluna auxiliam nesses procedimentos de alta complexidade e com isso, uma recuperação mais acelerada, com resultados satisfatórios.

Para determinar a necessidade de uma cirurgia na coluna, é preciso do acompanhamento de um especialista em coluna, para avaliar o quadro e orientar se a intervenção cirúrgica é necessária.

Dentre os principais casos que podem exigir uma cirurgia na coluna estão: hérnias de disco, estenose do canal, escolioses, fraturas, instabilidades vertebrais e tumores vertebrais.

A cirurgia da coluna tem indicações bem específicas. Quando falamos em cirurgia da coluna, estamos falando de uma minoria dos casos refratários às medidas conservadoras.

É importante frisar que a maioria dos problemas da coluna tem boa evolução com o tratamento clínico (não cirúrgico).

Quando é necessária uma cirurgia da coluna?

A opção por uma cirurgia da coluna deve ser uma decisão conjunta realizada por você, sua família e seu médico.

Nessas situações um médico especialista em coluna é fundamental para determinar todas as opções terapêuticas, benefícios e possíveis riscos.

Estatisticamente sabemos que 80 a 90% das pessoas com dor nas costas e problemas na coluna melhoram com tratamento conservador em até 6 semanas.

Na parcela dos indivíduos que essa melhora não ocorre, pode-se ainda ser tentado novo tratamento conservador na ausência de déficits neurológicos, infecções ou urgências.

São nos casos recorrentes, com limitação funcional ou urgência neurológica, que o tratamento cirúrgico se impõe.

cirurgia da coluna vertebralDentre os casos necessários, estão:

Dentre esses diagnósticos, existe uma gama de tratamentos conservadores antes da cirurgia. Cada situação clínica deve ser individualizada pelo seu médico e pode requerer um procedimento diferente.

Quais os tipos de cirurgias da coluna?

endoscopia na colunaA cirurgia da coluna vertebral passou por uma grande transformação nos últimos 20 anos. Os grandes procedimentos que eram realizados com uso de materiais mais grosseiros, foram substituídos em grande parte dos casos por procedimentos menos invasivos, materiais mais precisos e modernos.

Atualmente existe uma grande preocupação com a doença do disco intervertebral adjacente aos níveis operados e como será o comportamento desses discos “sadios” no futuro. Isso explica a tendência moderna de evitar ao máximo procedimentos de fusão óssea extensa, tentando dissecar o menos possível os tecidos e estruturas da coluna.

Para isso foram criadas técnicas minimamente invasivas de acesso à coluna vertebral, com incisões mínimas e até mesmo percutâneas, como a endoscopia de coluna (cirurgia por vídeo da coluna).

Nessa técnica uma pequena cânula de 8mm é introduzida e através de uma microcâmera de alta resolução é possível tratar as mais variadas condições (hérnia de disco, estenose, cistos, pinçamentos do nervo etc.).

A alta geralmente é precoce e no mesmo dia.

+ Endoscopia da coluna

Os procedimentos cirúrgicos possíveis na coluna vertebral

Atualmente, existem uma série de procedimentos que atuam no tratamento e alívio de sintomas causados pelas mais diversas condições que acometem a coluna vertebral.

Todavia, a orientação para uma intervenção cirúrgica deve ser prescrita por um médico especializado em coluna, uma vez que há diversas técnicas disponíveis, que podem ser aplicadas de acordo com a necessidade do quadro do paciente.

Dentre os procedimentos cirúrgicos disponíveis para a coluna vertebral, estão:

Infiltrações, injeções, bloqueios e radiofrequência

RizotomiaA infiltração na coluna minimamente invasiva, têm por objetivo melhorar, de forma rápida, o quadro de dor do paciente.

Através de bloqueios em pontos específicos, medicamentos anti-inflamatórios e corticoides são aplicados nas facetas ou no forâmen intervertebral, a fim de controlar a fase aguda de condições como artrose e hérnias discais.

+ Infiltração na coluna, bloqueios ou rizotomia

Cirurgias minimamente invasivas

As cirurgias minimamente invasivas são aquelas que exigem cortes milimétricos e pequenos instrumentos cirúrgicos para a sua realização. Nesta técnica, o principal objetivo é evitar a agressão ao corpo do paciente.

Por ser um procedimento pouco invasivo, tal cirurgia da coluna vertebral promove uma recuperação mais rápida e segura ao paciente que, em muitos casos, pode retornar à sua casa no mesmo dia.

Procedimentos invasivos abertos

Os procedimentos invasivos abertos são aqueles utilizados para a correção de deformidades na coluna vertebral, como a escoliose e/ou casos de instabilidade da coluna onde é necessária uma fixação do segmento (artrodese ou fusão óssea). Em cirurgias abertas para a coluna vertebral, o principal foco é restabelecer a funcionalidade e equilíbrio da mesma. Para isso, alguns implantes especiais podem ser usados (parafusos, hastes, espaçadores, etc).

+ Escoliose

Como é a recuperação pós-cirurgia da coluna vertebral?

A recuperação pós-cirurgia da coluna vertebral é dependente da individualidade de cada quadro. De uma forma geral, nos primeiros dias é prescrito um repouso relativo de atividades pesadas até o primeiro retorno e reavaliação da cicatrização da pele (7 à 10 dias). Em procedimentos minimamente invasivos como a infiltração da coluna e endoscopia de coluna, o trabalho de reforço muscular já inicia nas primeiras semanas. Em procedimentos maiores como a artrodese, é necessário aguardar o tempo de consolidação óssea para retomar atividades de fortalecimento e esportes. Durante esse período até a retomada de esportes é interessante uma boa reabilitação motora como a fisioterapia e o RPG.

+ Reeducação Postural Global (RPG)

Perguntas Frequentes sobre Cirurgia da Coluna Vertebral

Diversos pacientes possuem muitas dúvidas sobre a cirurgia da coluna vertebral. Por isso, alguns pontos merecem o esclarecimento para conhecimento de todos, como:

A cirurgia da coluna é sempre necessária?

Nem sempre. Na grande maioria dos casos um bom tratamento clínico pode solucionar o quadro de dor e limitação apresentado pelo paciente. A cirurgia da coluna vertebral deve ser indicada somete sob a avaliação de um médico especialista em coluna. Casos refratários ao tratamento clínico ou que tem algum déficit neurológico são as principais indicações de cirurgia da coluna.

Quanto tempo dura uma cirurgia da coluna?

Depende o tipo de procedimento. Nos casos minimamente invasivos podem durar desde 30 minutos (infiltração na coluna) até 90 minutos (endoscopia de coluna). Cirurgias mais extensas e de artrodese tem uma duração média de 3 horas.

Quando devo recorrer à cirurgia da coluna vertebral?

O paciente deve recorrer à cirurgia da coluna vertebral quando não obtiver sucesso no tratamento conservador. Esse tratamento conservador pode variar de 6 a 12 semanas, dependendo do caso. Todavia, esta orientação deve ser feita somente sob a orientação de um médico especializado em coluna.

Quando posso praticar esportes após a cirurgia da coluna vertebral?

Atividades de alto impacto e contato constante podem ser praticadas após 4 a 6 semanas de um procedimento minimamente invasivo. No entanto, o período tende a ser maior em casos de cirurgias maiores e artrodese.

endoscopia na coluna

Agende uma consulta com Dr. Luciano Pellegrino

    Unidade de preferência:

    Telefone: (11) 3459-2128

    Whatsapp: (11) 95020-1592

    Horário: Segundas e Quartas das 08h00 às 18h00 | Terças e Quintas das 08h às 20h | Sextas das 08h às 17h

    Sem comentários

    Deixe seu comentário